A sociedade moderna está cada vez mais vivendo fora da realidade. Refugiada em esconderijos cibernéticos obscuros, o mal do novo século tem distanciado as pessoas de acreditarem que são capazes de enfrentar dificuldades e superar obstáculos. Presas em devaneios e esquecendo o relacionamento interpessoal, a nossa consciência tem se perdido em um cenário apocalíptico. A conseqüência é o incompletismo existencial.

Desta forma, o Krisiun apresenta um novo cenário, mostra uma nova maneira de evolução e sem medo de ser pioneiro, soa audacioso e espontâneo, resgatando o verdadeiro caráter do Death Metal.

Visando superar o excelente feedback do álbum "The Great Execution" (2013), Alex Camargo (vocal/baixo), Moyses Kolesne (guitarra) e Max Kolesne (bateria) tomaram este desafio como meta durante as gravações deste tão aguardado novo registro fonográfico.

Uma das principais características de "Forged in Fury" é a extrema busca pela excelência. Para que todos os detalhes fossem registrados perfeitamente, o power trio passou por longos dias de trabalho e dedicação no Mana Recoding Studios, na Flórida (EUA), ao lado de Eric Rutan, frontman do Hate Eternal, ex-guitarrista do Cannibal Corpse e que já produziu Madball, Agnostic Front, Six Feet Under, entre outros.

"Forged in Fury" apresenta 10 criativas composições, repletas daquela brutalidade natural, intensa e direta. Este álbum também apresenta o Krisiun mais maduro, implantando a perfeita combinação de peso e agressividade, com partes mais cadenciadas, marcantes e modernas, porém, mantendo as suas raízes mais tradicionais.

O 10º disco da carreira do grupo também expressa uma liberdade musical ainda mais forte, insana e destruidora. Experientes e sonoramente evoluídos, os músicos ratificam a sua própria natureza arrojada e ambiciosa, sem seguir nenhuma moda ou tendência.

Apesar de ter sido lançado recentemente, "Forged In Fury" já vem sendo considerado um dos melhores lançamentos de 2015 por toda imprensa especializada mundial. Este trabalho definitivamente laureia a respeitável discografia da banda, além de ser a perfeita evidência de que os três irmãos estão vivendo um dos melhores momentos dos seus X gloriosos anos de carreira.

Com uma infindável lista de hits como “Kings of Killing”, “Bloodcraft”, “The Will to Potency”, “Blood of Lions”, “Combustion Inferno” e “Vicious Wrath”, e diversos álbuns que se tornaram clássicos como “Black Force Domain” (1995), “Apocalyptic Revelation” (1998), “Bloodshed” (2004), “Southern Storm” (2008) e “The Great Execution” (2011), há muito tempo, o Krisiun se estabeleceu como um fenômeno global no mundo da música extrema.

Com "Forged in Fury", o Krisiun dá o pontapé inicial à um novo padrão de qualidade no cenário do death metal mundial. "Forged In Fury" é uma aventura ousada, intensa e audaciosa. É a essência do Krisiun definitivamente elevada à extrema potência!